A esterilização de cães e gatos é um dos procedimentos cirúrgicos mais comuns no dia a dia de médicos veterinários. Felizmente, o número de cirurgias feitas não para de crescer e, portanto, é essencial que os tutores conheçam bem todos os cuidados pós-castração que são necessários para garantir a segurança dos pets.

Com essa cirurgia, os animais perdem suas capacidades reprodutivas, o que contribui positivamente para a redução do número de abandonos. Além disso, o procedimento traz inúmeras vantagens para a saúde dos animais de estimação, que vão desde a prevenção de doenças até a redução do estresse causado pela ação dos hormônios.

Pensando na relevância desse tema, preparamos um post com dicas práticas para auxiliar os tutores a cuidarem de seus melhores amigos no momento do pós-operatório. Boa leitura!

1. Esteja preparado e bem equipado

O primeiro passo para garantir a segurança dos animais no pós-operatório de uma castração é estar preparado e ter os principais materiais sempre à mão. Por isso, antes mesmo da cirurgia, vá às compras e adquira:

  • gazes;
  • ataduras;
  • algodões;
  • antisséptico;
  • luvas descartáveis;
  • esparadrapo;
  • tesoura.

Nada demais, certo? No entanto, ter todos esses itens garantirá mais comodidade para você e para seu animalzinho — já que evita saídas desnecessárias de última hora para comprar os produtos que são indispensáveis para fazer os curativos.

2. Apague as luzes e mantenha o pet aquecido

Quando chegar com seu animalzinho da clínica ou do hospital, mantenha as luzes apagadas, já que a luminosidade excessiva causa muito desconforto nesse momento.

Outra dica é deixar o seu melhor amigo bem aquecido, com a ajuda de cobertores e mantas — pois a anestesia faz com que eles sintam muito frio, o que pode ser perigoso. Caso note tremores, abrace o pet e deixe-o em contato direto com a sua pele, para que o calor do seu corpo o aqueça.

3. Fique de olho e mantenha o animalzinho protegido

Apesar de simples, a castração é uma cirurgia que merece cuidados redobrados. Por isso, coloque sempre a proteção do animal em primeiro lugar, evitando que ele desça de móveis ou suba em locais altos — isso evitará quedas que podem romper os pontos, principalmente caso seu pet seja uma fêmea. Nesse sentido, o ideal é separar um cômodo vazio para deixá-lo e, se não for possível, ter atenção integral para evitar acidentes.

Outro modo de protegê-lo é utilizando o colar elizabetano ou a roupinha cirúrgica. Essa última é mais indicada no caso de animais tranquilos e que não tentem retirar a roupa. O colar, entretanto, é recomendado para pets mais agitados, e deve ser comprado do tamanho ideal para não causar estresse.

4. Deixe o alimento disponível e não force a barra

O que os tutores mais querem após a cirurgia é saber se tudo está bem. No entanto, muitas vezes, a preocupação excessiva pode causar o efeito contrário, prejudicando o animal.

É importante deixar o alimento em um local acessível e manter bastante água disponível, mas não force a barra. Lembre-se de que alguns desconfortos (mesmo vômitos) são normais após a castração, e que nem sempre o pet comerá assim que chegar em casa. Nesse caso, forçar a alimentação pode fazer com que ele vomite ou fique estressado.

5. Ouça o médico e faça os curativos corretamente

A frequência e a maneira de fazer os curativos serão determinadas pelo médico veterinário responsável pela cirurgia de seu animal. Normalmente, as orientações consistem em limpar a área com algum produto antisséptico (geralmente, à base de Clorexidina) e colocar novas gazes e esparadrapos sobre a incisão.

Além do mais, é necessário comunicar alterações na cor, cheiro ou forma da incisão, o que pode indicar uma inflamação. Complicações dessa natureza são, entretanto, muito raras, especialmente se você mantiver os cuidados adequados.

Por fim, contar com a participação do médico veterinário nos cuidados pós-castração é fundamental! Por isso, informe-se sobre os procedimentos com antecedência e tire todas as suas dúvidas. Estar bem informado e bem assistido são as melhores maneiras de lidar com esse momento e garantir que seu pet se recupere rapidamente!

Para saber ainda mais a respeito desse procedimento, confira nosso artigo sobre as vantagens de castrar os pets e veja todos os benefícios que essa cirurgia trará para o seu melhor amigo! Boa leitura!